BREVÍSSIMA AULA (GRATUITA) DE ANÁLISE DO DISCURSO

BREVÍSSIMA AULA (GRATUITA) DE ANÁLISE DO DISCURSO

       A linguagem é o mais extraordinário fenômeno a marcar a vida do ser humano. Concretizada no discurso, por intermédio da língua, ela define o que somos, o que pensamos, como agimos, no que acreditamos. Tudo isso, claro, numa relação dialética. Mas num esforço de síntese, pode-se dizer que o sujeito mais é dominado do que domina o discurso, mais é seu escravo do que seu senhor. Querem um exemplo bem quentinho? Nesses dias, em uma entrevista, perguntado por que decidira limitar a cessão de aviões da FAB para os deslocamentos de Dilma Rousseff, Temer, conhecido como o usurpador, respondeu com a maior sinceridade: “A senhora presidente utiliza o avião, ou utilizaria, para fazer campanha denunciando o golpe”. Bingo! Em seu ato falho, o interino disse aquilo no que de fato acredita, mas que, por razões óbvias, tenta esconder sempre que pode. Em outras palavras, em meio às diversas vozes de seu discurso, falou aquela voz do enunciador que tem como fato estar em processo no Brasil um golpe de estado. Ou seja: é golpe mesmo! Então: Fora Temer!

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Pin on Pinterest0Email this to someonePrint this page