A REDUÇÃO DA FOME E DA POBREZA E O CRASSO ERRO DO PT

A REDUÇÃO DA FOME E DA POBREZA E O CRASSO ERRO DO PT

O Brasil inteiro deveria estar em festa. Deveria, sim, ser feriado nacional! A ONU anunciou que o País cumpriu a meta do milênio em redução de pobreza e fome. Confesso que, vividos meus mais de sessenta anos, posso dizer que vivi, convivi e vi muitas coisas, mas nunca sonhei como possível viver esse extraordinário momento em que o mundo, com a chancela da ONU, fica sabendo dessa conquista que qualquer país com a trajetória do Brasil gostaria tanto de comemorar. Curiosa e trágica, entretanto, é a contradição política que se vive. A força das políticas de inclusão social dos governos Lula e Dilma, aí incluído o Bolsa Família, foi a grande responsável por termos saído do mapa da miséria e termos reduzido acentuadamente a fome e a pobreza. Milhões de brasileiras e brasileiros viveram e vivem esse mundo novo, mas em tão pouco tempo já deixam apagar da memória a fronteira entre a tragicidade do antes e a glória do depois, dominados que são pela perversidade do oportunismo ideológico dos senhores da Casa Grande, que sempre quiseram tudo, menos que a pobreza saísse da pobreza. Afora as tantas trapalhadas do Partido dos Trabalhadores, que em muito o igualaram aos demais partidos políticos, as históricas conquistas sociais promovidas pelos governos petistas tiveram um erro crasso: elas se deram sem a fundamental e necessária politização dos milhões de brasileiros que foram seus beneficiários diretos. Essa é uma dura lição.

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Pin on Pinterest0Email this to someonePrint this page