O GOLPISTA SINISTRO DO JABURU

O GOLPISTA SINISTRO DO JABURU

       Ele perdeu inteiramente a vergonha. Já manteve e continua mantendo reuniões com o maior achacador da República, Eduardo Cunha. É confidente de Gilmar Mendes, aquele que, apesar de ministro do STF, nunca fez questão de esconder sua preferência partidária, muito menos seu ódio aos governos petistas. A propósito, a convite desse, até aceitou participar de evento onde defendeu sua forma particular de parlamentarismo. Defende um tal de projeto chamado “Uma ponte para o futuro”, que vislumbra por a pique as conquistas sociais dos últimos doze anos. Descaradamente, durante pleno ataque político dos inconformados com a derrota eleitoral em 2014 ao governo eleito, se saiu com essa de que era preciso um governo de “união nacional”, insinuando-se como esse elo de união. Conspirou para a destituição do líder do PMDB na Câmara, Leonardo Picciani, ampliando caminho para os liderados do malfeitor Eduardo Cunha. Até hoje não moveu uma palha contra os trombadinhas do impítman. Uma declaração sequer. Muito pelo contrário. Mantém reuniões com eles e não desmente, vejam o acinte, as discussões sobre a presença de tucanos, como José Serra, em seu “futuro ministério”. Isso tudo ele faz ocupando o cargo de vice-presidente da República, com livre trânsito no Palácio do Planalto, sem o mínimo pudor e princípio ético, ferindo de morte a lealdade devida à Presidenta da República. Esse é o senhor Michel Temer, o golpista sinistro encastelado no Palácio Jaburu que quer ser presidente da República pelo atalho do golpe. Fiquem de olho nele!

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Pin on Pinterest0Email this to someonePrint this page