O REPENTINO SUMIÇO DE AÉCIO

O REPENTINO SUMIÇO DE AÉCIO

       Ele ficou conhecido como o “trombadinha do impítman”, conforme classificação do jornalista Jânio de Freitas. Não podia ver uma câmera ou um microfone por perto, principalmente se fosse da Globo, parceira do golpe. Olhar estranho de quem olha mas nada enxerga, estava sempre disposto a oferecer à banda podre da mídia vastas lições de honradez e probidade. Era comum, também, aproveitar-se dessas ocasiões, que foram muitas, para rotular o governo Dilma de corrupto e o PT de “facção criminosa”. De uma hora pra outra, porém, Aécio Neves, o eterno inconformado com a derrota, escafedeu-se nas sombras escuras dos corredores e gabinetes do Congresso, recolheu-se ao Leblon e deixou órfã a banda podre da mídia, sua fiel escudeira e patrocinadora. O que terá acontecido? Por que Aécio Neves, fiel parceiro de Cunha, anda tão retraído, tão, como se dizia na antiga, meditabundo, emblemático e surumbático? Alguém viu o Aecinho por aí?

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Pin on Pinterest0Email this to someonePrint this page