O SILÊNCIO DOS ABUTRES

O SILÊNCIO DOS ABUTRES

       Essa gente nunca enganou os que contam com um mínimo de discernimento e consciência crítica. Felizmente, a grande maioria. Na esteira da denúncia da PGR contra o presidente da Câmara Federal, acusado de embolsar US$ 5 milhões em propina, além de outras traquinagens, o silêncio de demos, tucanos e outras espécies menores denuncia, em alto e bom tom, que o negócio deles nunca foi combater a corrupção, mas alimentar e incensar o mórbido projeto de chegar ao poder pelo modo mais fácil, pelo atalho do golpe. Cadê o senhor Aécio Neves, aquele que agrediu e desrespeitou a Presidenta chamando-a de leviana? Aquele que volta e meia incorpora o espírito de Catão e brada contra a corrupção petista, mas silencia diante das denúncias contra Eduardo Cunha? Tudo indica que ele está entre os “milhões de Cunhas”, conforme preconizado na faixa exposta em BH no último dia 16. A conivência de Aécio com as peraltices de Cunha é mais um item de sua já esfarrapada biografia a abrir seu caminho rumo à lata de lixo da História.

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Pin on Pinterest0Email this to someonePrint this page