O CRIME DA MÍDIA NATIVA

O CRIME DA MÍDIA NATIVA

       Qual o papel de uma mídia isenta e apartidária? Disponibilizar informações honestas para que cidadãos e cidadãs, a partir de acontecimentos factuais, formem juízo e assumam as posições políticas que lhe convierem. Mas à mídia brasileira, com raras exceções, não interessa esse comportamento. Ao simplesmente esconder ou minimizar as manifestações contra o golpe acontecidas no domingo, a mídia assume o seu papel de banda podre e comete um grave crime: sonega informações à sociedade. Na esteira dessa deplorável atuação, comprova seu velho e histórico pendor golpista. Ou seja, faz de seus leitores massa de manobra e os imbeciliza em favor dos interesses da minoria, que insiste em manter viva a Casa Grande.

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Pin on Pinterest0Email this to someonePrint this page