A ORDEM É ESCONDER O GOLPE

A ORDEM É ESCONDER O GOLPE

       A velha mídia está vencida como uma fruta podre que caiu do pé. Deteriora-se. Nem os pássaros e outros animais rastejantes se interessam por ela. Seus farelos se misturam à matéria orgânica do solo. Se resultar em adubo, será de péssima qualidade. No momento, não encontro melhor imagem que traduza o grau de manipulação rasteira com que se alimentam os donos das redações e, como costuma dizer Mino Carta, seus lacaios. Ora, as conversas gravadas entre Sérgio Machado, Romero Jucá, Renan Calheiros e José Sarney, de tão escrachadas, dispensam qualquer leitura nas entrelinhas para evidenciar a trama macabra e rasteira do golpe de estado. É preciso tirar Dilma Rousseff do poder! Mas a ordem nas redações que apoiaram o dito golpe é fazer todo tipo de malabarismo para que ele pareça tudo, mesmo golpe. Uma manchete como “Novos áudios revelam trama contra a Lava Jato”, por exemplo, destaca a consequência em detrimento da causa. Articular o golpe e derrubar a Presidenta da República é causa. Estancar a Lava Jato e construir a ponte da impunidade para os delinquentes corruptos é a consequência. Aí, sim, tudo fica esclarecido e a manchete factual assume uma outra configuração: NOVOS ÁUDIOS REVELAM O GOLPE CONTRA A DEMOCRACIA PARA ESTANCAR A LAVA JATO. O golpe, diga-se com todas as letras, não é contra a Lava Jato, é contra a democracia para estancar a Lava Jato. Com tantas e variadas fontes de informação proporcionadas pelo avanço das novas mídias, a velha mídia insiste em tratar seus poucos leitores como um bando de imbecis despossuídos do mínimo de discernimento. Está cavando sua cova

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Pin on Pinterest0Email this to someonePrint this page